Confira os discursos dos vereadores durante a sessão desta segunda-feira (18/09)

Os discursos da sessão desta segunda-feira (18/09) tiveram início com as palavras da vereadora Tia Nilma (PRP), que subiu a tribuna para se manifestar em relação ao retorno positivo a algumas demandas feitas à Prefeitura de Vila Velha. A parlamentar disse que as palavras do dia seriam de gratidão. “Nós cobramos, mas quando é para agradecer estou aqui para fazer com a mesma ênfase. Nos últimos dias foram diversos bairros atendidos por demandas que os moradores fizeram a mim, e eu pude levar para a atual administração. Bairros como Jardim do Vale, Rio Marinho, Cobilândia e Santa Inês, que receberam serviços de tapa buraco, poda de árvores, desentupimento de esgoto, limpeza de vala, e outros”, disse. Confira esse discurso na integra:

Logo em seguida, o vereador Bruno Lorenzutti (PODE) fez uso da palavra para falar sobre sua participação no 2º Seminário de Trânsito e Cidadania, promovido pelo Governo do Estado, nesta semana. “Este ano o Código Brasileiro de Trânsito completa 20 anos de legislação e o que me deixa triste é ver que cada vez mais nós temos um trânsito desumano, homicida, e agressivo”. O vereador citou os últimos acidentes da BR 101 e disse que a culpa não é somente do Poder Público, mas também por imprudências. “É preciso mudança de comportamento. É preciso educação, que é a base”.

Já o vereador Reginaldo Almeida (PSC) iniciou seu discurso lamentando a crescente violência no Estado ao citar o assassinato da médica que chocou os capixabas na última semana. Ele pediu a atenção de todos para a necessidade da implantação de Políticas Públicas voltadas para a segurança. O parlamentar também demonstrou sua insatisfação com a Reforma Política que, segundo ele, está mostrando a incompetência do parlamento de legislar e estabelecer as regras.

Aparteando o discurso de Almeida, os vereadores Ricardo Chiabai (PPS) e Professor Heliosandro Mattos (PR), concordaram com a fala do colega em relação a inoperância da Câmara Federal para conduzir a reforma política. “Estão legislando em causa própria para permanecer no poder e não atento as necessidades e desejo da sociedade que é a tão esperada reforma”, pontuou Chiabai. Já Heliosandro disse acreditar que lamentavelmente não haverá reforma. “Eles continuarão na contramão dos interesses da população como fizeram com a reforma trabalhista, um retrocesso de 100 anos”.  

Anadelso Pereira (PSDC) subiu a tribuna para mostrar sua preocupação em relação as negociações da empresa Nestlé afim de vender algumas das tradicionais marcas da Chocolates Garoto, como o bombom ‘Serenata de Amor’. O vereador informou ao plenário que encaminhou um documento para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) solicitando acompanhamento dessa transação. “Isso muito me preocupa porque além de prejuízos para o município de Vila Velha, muitas famílias seriam prejudicadas com o desemprego. Hoje mais de cinco mil famílias dependem da renda da fábrica. Por isso, meu apelo é para as autoridades federais para que nos ajudem. Porque este processo está acontecendo em segredo de justiça, e nós não podemos perder mais do que já perdemos”, lamentou o vereador lembrando-se dos mais de dois mil funcionários que já foram dispensados. 

A preocupação com a temática foi compartilhada também pelos vereadores Heliosandro Mattos (PR) e Arnaldinho Borgo (PMDB) no sentindo de diminuir os prejuízos dessa negociação à cidade.

Para fechar os discursos do dia, o vereador Zé do Renascer (PTC) fez uso da palavra para solicitar sinalização na Região 5, mais especificamente na Avenida Brasil, que na última semana foi palco de vários acidentes, um deles resultando a morte de um adolescente. “Faço meu apelo a Secretaria de Prevenção, Combate à Violência de Trânsito para olhar para nossa região. A comunidade não aguenta mais tantos acidentes. Precisamos de nova sinalização com urgência”, frisou.

Os vereadores Ricardo Chiabai (PPS) e Arnaldinho  Borgo (PMDB) concordaram com a fala. “Nosso mandato tem feito inúmeras solicitações, através de indicações parlamentares, para sinalização horizontal e vertical de diversos bairros e trechos da cidade. Mas o que a gente percebe é que não há nenhum planejamento na cidade. Gostaria de saber o que está acontecendo”, disse Chiabai, cobrando ainda segurança dos motoristas nos semáforos, ao fazer menção ao intuito da PMVV de colocar câmeras para flagrar infrações de trânsito na cidade.

Em concordância Arnaldinho disse que o que a cidade precisa é de campanhas educativas, de nova sinalização, e de câmeras para defender o povo “e não para institucionalizar uma fábrica de multas na cidade”, segundo o vereador.

 

Departamento de Comunicação
Câmara Municipal de Vila Velha 
Editor Chefe: 
Claudio Figueiredo
Jornalista: Kárita Iana
Imagens/vídeo: Eder Denadai
Fotos: Schenilton Carvalho
Tel.: 
(27) 3349-3252
comunicacao@vilavelha.es.leg.br